Santa Leopoldina

Igreja Santa Leopoldina

Desculpo-me perante os amigos e leitores por não ter apresentado artigo na semana passada. Iniciei pesquisando o sítio da Biblioteca Nacional, que disponibiliza vários materiais em formato digital, e puxa daqui, emenda dali, o tempo esgotou-se e não concluí meu artigo! Mas já dá para trazer alguma coisa de tais levantamentos essa semana...

Fico fascinado quando começo a desvendar o emaranhado de evoluções, desdobramentos, junções, exclusões e combinações que a história faz para chegarmos a ser o que hoje somos! Tanto o progresso material, quanto as histórias de vida que foram cumpridas pelos antepassados tranzendo-nos ao ponto no qual nos encontramos.

Aproveitamos o carnaval para visitarmos Barra de Mangaraí, Santa Leopoldina, J R S. LeopoldinaSuíça e Santa Maria de Jetibá. A fantasia incluía outras localidades, porém o tempo não foi suficiente para tantas evoluções.

Linda a igreja de Santa Leopoldina, imponente por sobre a cidade! Quantas enchentes do Rio Santa Maria essa igreja não testemunhou (inclusive a que matou meus bisavós, segundo relato dos familiares, em fins do século XIX), quantos colonos em busca de novo lar não viu passar! Mas o passeio, mais que belas paisagens e locais extremamente aprazíveis, buscava também visualizar – mais uma vez – os locais de origem de inúmeros antepassados.

Tento descobrir a chegada dos Teubner, segundo consta vindos da Alemanha e estabelecidos no município de Santa Leopoldina.

Vasculhando a Hemeroteca Digital, disponibilizada gratuitamente pela Biblioteca Nacional, encontrei a primeira referência no jornal "O ESTADO DO ESPÍRITO SANTO" de 9 de março de 1890. À pg. 2, dentre os requerimentos despachados pelo governador, Sr. Affonso Claudio de Freitas Rosa, encontra-se o requerimento do Sr. Frederico Teubner que é então encaminhado "a´ inspectoria de terras e colonização para informar" Novamente em outra edição do mesmo jornal, ainda na seção "REQUERIMENTOS DESPACHADOS PELO GOVERNADOR", encontro o mesmo despacho datado de 2 de julho de 1891, referente ao mesmo Sr. Frederico Teubner.

Já em 1901, no referido jornal, há nota citando que, "procedente de Caravellas, chegou o paquete nacional "Muquy", com destino ao Rio de Janeiro e escalas, e nele "embarcaram ... Frederico Teubner, Carlos Teubner, D. Anna Teubner, Ernesto Teubner, D. Clara Teubner, D. Lina Teubner, ..."Fronte Diario Manhã

Em março de 1902, esse jornal relata que no vapor "União", este "com destino a Itapemirim e com escala em Guarapary, embarcou o Sr. Frederico Teubner."

No "DIARIO DA MANHA (ORGÃO OFFICIAL) - Ano II, nº 43, 26 de fevereiro de 1909." há o seguinte relato: "...... Na zona de que venho falando ainda se encontram, felizmente, fazendas como a da Lancha, do coronel Alves, onde a industria pastoril é cuidadosamente tratada, abastecendo fartamente a villa de Itapemirim de leite, queijos e gado para o córte e a das Paineiras, de propriedade dos srs. J. Zinzen & C.

Esta ultima recebeu a nossa visita minuciosa.

Collocada á margem do rio, os terrrenos que possue são magnificos para a cultura da canna.

O seu machinismo, que é superior, compõe-se de um motor da força de 10 cavallos, podendo o aparelho moer 30 carros diarios de canna.

Tem dois alambiques, um francez e outro allemão, com capacidade para a fabricação de 2 pipas de aguardente por dia, serra vertical, turbina, fabricação de assucar mascavinho, etc., etc.

Ha dois anos que a Paineiras não prepara o apreciado assucar mascavinho, tão procurado pelo povo do municipio onde o estabelecimento está collocado e o de outros logares. As grandes enchentes do rio Itapemirim que alagam grande área de terreno cultivado, occasionam serios prejuisos, inutilisando a plantação.Frederico Teubner

Este anno, porém, o sr. Frederico Teubner, gerente da fazenda, pretende fabricar algum assucar, pois tem canna em abundancia, podendo folgadamente, produzir tambem 150 pipas de aguardente.

O sr. Frederico, que é um allemão agradavel e muito comunicativo, vae ensaiar este anno o plantio do cacáu, tendo já preparado todo o terreno onde esse ensaio deve realisar-se.

Sahindo das Paineiras, apeamos na fazenda do digno moço sr. Wantuil Alves, creador, para almoçarmos, depois do que tocamos batido para a villa do Rio Novo, localidade que impressiona bem o viajante pela sua excellente locação. ......"Outro Frederico Teubner

O "DIARIO DA MANHA" de 26 de julho de 1922 relata que dentre os ofícios recebidos em 22 de julho de 1922 encontra-se um"s/n - referente ao candidato João Antonio Augusto Teubner, de exame de habilitação para conductor de vehiculo, procedido pela Delegacia de Santa Leopoldina", com o despacho "faça-se a matricula e expeça-se carta de habilitação".

Paulina TeubnerNo DIARIO DA MANHA de 15 de janeiro de 1937 há um Comunicado assinado conjuntamente pelo meu avô materno, (Manoel dos Passos Lyrio, casado com minha avó Ana Teubner Lyrio, filha de Frederico), e e um dos filhos de Frederico Teubner, justamente Frederico Teubner Junior (irmão de Ana Teubenr Lyrio):

"A´ PRAÇA

Os abaixo assignados sócios componentes da firma commercial que tem girado nesta praça de Santa Leopoldina, no logar Barra do Mangarahy, sob a razão social de LYRIO & TEUBNER, declaram a´PRAÇA que em data de 31 de dezembo de 1926, dissolveram a referida firma, retirando-se o socio Manoel dos Passos Lyrio, continuando o sócio Frederico Teubner Junior a negociar, em seu nome individual, no refereido logar, assumindo a si todo o activo e passivo da firma dissolvida.

Barra do Mangarahy, 3 de janeiro de 1927.

Manoel dos Passos Lyrio

Frederico Tenbner Junior."

No DIARIO DA MANHÃ de 18 de fevereiro de 1930,na seção "Officios e requerimentos despachados pelo exmo. sr. dr. delegado geral de polícia" consta o de nº 444 procedente de Otto Teubner, "requerendo annotações em sua carteira de chauffeur, -- encaminhado a´ inspectoria."

O DIARIO DA MANHÃ de 9 de fevereiro de 1933 relata que o Partido Social Democratico do Espírito Santo recebeu telegrama de vários municípios, dentre os quais Santa Leopoldina, com o seguinte teor: "Tenho prazer cpmunicara v. exa. Diretorio Partido neste município composto seguintes nomes: ..... Frederico Teubner.... Saudações – Porfírio Furtado".

O DIARIO DA MANHA de 28 de novembro de 1935 relata que em Santa Leopoldina por convocação do delegado do Partido Social Democratico naquele município reuniu-se grande parte do eleitorado para "organização dos directorios districtaes, directorio central e para escolha dos candidatos do Partido aos cargos de Prefeito, Vereadores Municipaes e Juizes Districtaes.

Na mais franca união de vista, e na maior harmonia, foram escolhidos os membros dos directorios, pela seguinte forma:

...... supplentes: Frederico Teubner Junior, ....

Com a collaboração dos Directorios Regionaes, o directorio central fez a escolha dos candidatos do Partido para os cargos de Prefeito, Vereadores Municipaes, e Juizes Districtaes, recahindo as indicações nos seguintes cidadãos:

.... Para Vereadores Municipaes -- ..... Frederico Teubner Junior....."

E assim vamos rastreando os antepassados, como o Sr. Frederico Teubner, que veio a falecer em acidente com ônibus na estada S. Teresa - S. Leopoldina, como já relatado em artigo anterior.

Meus agradecimentos à Biblioteca Nacional, pois sem a mesma creio que jamais teria conseguido acessar os materiais onde estão contidas tais informações (Hemeroteca Digital).

Até a próxima!