Convento da Penha

(UMA VISÃO DE 1843)

Convento sobre a montanha

No Espírito Santo, oito dias após o domingo de Páscoa se celebra a festa de Nossa Senhora da Penha.

Tradição secular, já no ano de 1849 um dos periódicos locais, o Correio da Victoria, disponibilizado pela Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional, transcrevia, em algumas edições, uma crônica sobre a construção desse convento.

Transcrevo, para deleite dos interessados e curiosos como eu, tentando manter a grafia original, a citada crônica, onde, dentre outras particularidades da época, as palavras hoje terminadas em "am" como caminham, avançam, etc eram grafadas com "ão" (caminhão, avanção, etc).

CORREIO DA VICTORIA

CONVENTO DA PENHA

NA PROVINCIA DO ESPIRITO SANTO

Sabbado, 15 de junho de 1849.

Descrição desenvolvida de uma antiga lenda do mesmo convento por J. J. Machado de Oliveira, socio effectivo do Instituto Historico e Geographico Brasileiro e da Sociedade de Instrucção Elementar do Rio de Janeiro, e Socio correspondente da Sociedade Auxiliadora da Industria Nacional.

Turris candida in praerupto monte

haud longe à mari sita visitur.

Leat. Nov. Orb.

Por mais de uma razão alegra e anima o grito de -- terra -- que dà o gageiro trepado no mastaréo da popa da embarcação que, demandando a costa da provincia do Espirito Santo, faz a ultima singradura nas aguas ao Sul dos Abrolhos. Nunca alviçareiro algum é mais festejado e presenteado com menos parcimonia do que aquelle que primeiro discobre as assomadas das montanhas que atalaião as extremidades da linha quasi semicircular que discreve a bahia pela qual se entra para a abra em que està a capital dessa provincia.

O mar que se debate com o Cabo Frio, constantemente irritado, desfazendo-se em alterosas vagas, porque este immenso promontorio criçado de penedias, perturba o movimento regular das aguas no seu fluxo e refluxo, e retorce as correntes da monção(?), as ilhotas disseminadas pela vasta curvatura de 30 leguas de bojo, que se desenvolve entre esse cabo e as adjacencias da Lagôa Feia, e que são outros tantos escolhos que ameação de naufragio a navios açoitados por travessias que os surprehendem nesse trajecto; o fundo aparcellado de S. Tomé, que se abre em flor e domina uma vasta extensão inçada de perigos para a navegação costeira, e que nem sempre póde ser evitado a tempo; e, o que é mais assustador, esse temivel mar dos Abrolhos, que a inexperto nautico continuamente afigura que prestes roçarà seu archipelago, ainda quando para alli ha a percorrer algumas dezenas de leguas, todos estes preconceitos e apprehensões mal calculadas, que se apoderão do animo do navegante em navio que sulca aquelles mares, o atarantão e amedrontão, e por isso a celeuma dos maritimos, que annuncia o apparecimento de terra em tal altura, tira-os do soçobro em que estão desde que aproão para a costa dessa provincia, e encontrão o leme às aguas de bombordo e então reluz em seus semblantes a animação pela ausencia do perigo.

Ao longe, na azulada cordilheira que primeira se offerece e sobrepuja às terras que se extendem em parallelo ao correr da costa do mar do Espirito Santo, o seu ponto mais elevado é o morro de Mestre Alvaro, que põe termo para o lado do nascente à corda de montanhas, que se ramificam da serra geral, e de cujos flancos derivão-se, entre outros, os rios de Santa Maria e Carahipe. É elle que com suas formas collossaes talhadas na summidade em varios grupos, que estão em contato com as nuvens, denuncia, primeiro que o sol, a latitude de 20 gràos à ??? do equador. Fica-lhe quasi fronteiro o pico de Jucutucoàra, que surge do centro de um grupo de montanhas na ilha de Duarte de Lemos, onde tem assento a cidade da Victoria, e no continente em ponto mais remoto, e plano mais inferior, e sob figura mais regular dintingue-se o Muxauàra, de recordação historica, que por muito tempo serviu de asylo a uma tribu indigena, das que habitavão o litoral anteriormente à conquista.Altar Mor do Convento da Penha

Em mais approximação, e quando já se reconhece que a cordilheira, que primeiro se apresentàra à vista, não se extende em linha recta, mas são differentes porções que correm tortuosamente em diversos sentidos e todas vão-se encravar na serra geral, servindo-lhe de contrafortes; quando entre estas phalanges de formações montanhosas póde-se jà discriminar cada uma dellas, ou designal-as isoladamente pelos seus nomes locaes, vè-se que toma a precedencia a todas, e se projecta rapidamente sobre o mar, sem temor de seus assaltos, o morro Moreno, que se firma em duas bases, e se eleva com um cimo revestido de arvoredo, e machetado de penhascos esbranquiçados. Em sua espalda, e sem media distancia que perto è reconhecida, descobre-se a furto e sobranceiro ao Moreno um grande rochedo, nú e escuro, alquebrado para o mar e que a illusão optica faz tomar por uma adherencia daquelle morro. Sobre essa escalvada massa avulta um edificio radiante de brancura, e em contraste com a côr do rochedo, e que n'outros tempos e n'outro hemispherio se tomaria por um desses castellos de estylo romantico, que asylavão o feudalismo: é esse edificio uma igreja annexa ao convento da Penha!....

A Vasco Fernandes Coutinho, o primeiro donatario da capitania do Espirito Santo, corrião os tempos mais serenos, depois de exonerado da crua e obstinada luta travada com os Aborigenes, que precedentemente dominarão aquele senhorio; os quaes com acintosa resistencia, e em pornadas pelejas insistião em oppor-se ao ingresso dos invasores em territorio que habitavão e fruião desde tempos immemoraveis; e para que melhor colhesse os fructos do seu apanagio, augmentava sobre tudo os meios materiaes que lhe podião dar esse resultado, sendo o mais essencial destes a forçada sujeição dos indigenas para o fim de applical-os aos trabalhos ruraes e fundação das povoações.

A dolorosa experiencia de successivas derrotas e revezes, que a principio tinha soffrido, houvera desenganado o donatario de que com mão armada jàmais poderia sopear a essa gente sua livre condicção, que lhe vinha da natureza; reduzil-a à escravidão, e esperar della serviços tão descommunaes e encompativeis com a sua indole e habitos. Como impôr a escravidão e aquietação a homens cujo instincto tendia quasi exclusivamente para uma vida solta?! Como pungil-os duramente ao trabalho para a manutenção dos outros, quando elles muito pouco curavão da propria?! A tribu dos Aymores, tenaz mais que as outras daquelle litoral em se subtrahir ao dominio de outrem, e nunca declinando de sua primitiva ferocidade, jà se havia segregado dellas, isolando-se no centro das mattas d'aquella parte da serra geral, que ainda conserva o seu nome.

N'outro meio, porem, cogitou Coutinho, que por ventura lhe aplanasse difficuldades que sua soffreguidão de devorar riquezas não quereria deparar, e que tão mal se avinhão com sua insaciavel cobiça. Um appello para o Christianismo era o extremo recurso que restava àquelles, cujos planos de sujeição por meios violentos, e da consequente escravidão tinhão sido malogrados; e este ultimo recurso foi suggerido à crença ainda não bem firme dos poucos neóphitos, que se submetterão ao preceito senhorial dos primeiros missionarios que alli extenderão os seus trabalhos evangelicos.

Com este intuito, que as primeiras experiencias em diversas partes do paiz conquistado o fazião antolhar pro cuo, fez-se propagar acintementte que no dominio de Coutinho deparava-se com tribus de selvagens de uma indole docil e pacifica, que facilmente se submettião não só à fé christã como à sujeição dos brancos na condicção de escravos: e para melhor determinar os animos dos que não tivessem implicita confiança nos bons resultados da propaganda da fé entre gente, que na Europa se conceituava não pertencer à classe dos racionaes, envolveu-se com essas insinuações alliciadoras a falsa noticia de que o paiz abundava de oiro e de varias producções de valor, como erão entre outras as esmeraldas, que se vião a granel em qualquer dos seus rios.

Não é difficil de acreditar que este attractivo de preferencia a outro qualquer, induziu a aventureiros europeus a se apresentarem no feudo de Coutinho com a idéa exclusiva de recolherem riquezas de uma aquisição tão comezinha, segundo se havia apregoado; mas, nem a todos absolutamente incitava este desejo de bens mundanos. Entre esses homens vinhão alguns religiosos de um zelo evangelico, a quem outro incentivo não estimulava, senão a posse dos bens celestes: PALACIOS, NOBREGA E ANCHIETA bem o comprovarão por toda a sua vida de cathequista.

Do pequeno numero d'esses campeões que se votarão sinceramente à propagação do catholicismo, vindo atravez do Atlante afrontar o rude gentilismo da porção do globo, que acabava de ser descoberta, trazendo por armas a fé, e por broquel a resignação do Crucificado, foi Frei PEDRO PALACIOS, leigo da provincia da Arrabida em Portugal, descendente de uma familia castelhana do Rio-secco, cidade do reino de Leão na Hespanha; e em quem por sua vida mistica, e toda de austeridade prevalecia o antecipado conceito de dispôr de um poder sobrenatural como emanação da Divindade, tendo occasião de o manifestar em viagem; porque aos mares que se havião irritado espantosamente a impulso de violento temporal, e que ameaçavão de soçobrar o navio que o transportava para o senhorio de Coutinho, arrojando seu habito de religioso, subito amainou a furia dos elementos contra os quaes lutava o navio, e este desaffrontado pôde proseguir em seu trajecto.

Parece incontestavel que a chegada de Palacios ao litoral do territorio concedido a Coutinho tivera lugar em 1558, um anno antes da retirada do donatario para a Europa; porque, da lenda que tenho à vista e moveu-me a esta descrição, e mesmo da inscripção esculpida da lapida tumular, que ainda guarda os seus restos mortaes, e tive occasião de examinar em 1841, é sabido que, depois de 17 annos de sua vida de missionario e de residencia na montanha, com a qual identificou-se em materia e espirito, fôra o seu ultimo passamento em 2 de maio de 1575.Correio da Victoria ano 1849

O arroubo que sentiu o missionario à vista do painel que se extendia em sua presença, quando, ao entrar pela pittoresca bahia do Espirito Santo, viu as diversas paisagens que occupão o seu lado meridional, encarou o Moreno como o mais avançado da linha de morros que n'esse lado projectão sobre o mar, e embeveceu-se com a fórma colossal terminada em rochedo d'essa montanha a que ao depois se deu o nome de morro da PENHA, elevada sobre uma risonha planicie e isolada das outras que guarnecem a orla austral da bahia: a emoção inspirada por esta bella e encantadora perspectiva, ainda com os traços vivos com que sahira das mãos da natureza, tomou Palacios por um aviso do céo, que a sua piedade fez logo interpretar como um mandato mysterioso para se alli elevar um dos propugnaculos da igreja militante afim de profligar o gentilismo na America: e com este pensamento ascetico, que a prevaricação dos tempos não deixou vingar em toda a sua plènitude, desprendeu-se de outras vistas, e empenhou a sua dedicação à Cruz, e todas as suas faculdades em leval-o a effeito, tanto quanto lhe permittissem meios tão mesquinhos que lhe podião caber.

O morro em que se erigiu o convento da Penha, està, como jà se sabe, assentado em uma bella planicie que se dilata para o sul atè confundir-se com as margens do oceano, e com as varzeas espaçosas do rio Jucú bem perto de sua foz, e que é sulcada em carreira tortuosa pelo pequeno rio da Costa. As suas abas septentrionaes, quasi afogadas pelo mar, começão logo da sua beira, deixando pujante pelas aguas o pequeno promontorio sobre cuja fralda està colocada a inutil fortaleza de S. Francisco Xavier da barra. Entre elle e o Moreno, que lhe demora a nordeste, e que lhe toma a precedencia na projecção sobre o mar, não ha ponto de contacto, se bem que pareça cavalgal-o quando do mar se visão estas terras alcantiladas; separa-os a E. um valle que communica a grande planicie austral com o formoso campo de -- Piratininga -- e cujo fundo é o alveo do rio da Costa, que tambem rega a base occidental do Moreno. A esse rumo e no nivelamento commum da planicie tem o morro da Penha a antiga villa do Espirito Santo, vulgarmente conhecida por villa Velha, cujas adjacencias confundem-se por este lado com os flancos arborisados d'esse morro. Esta povoação, que toca jà ao seu derradeiro estado de dacadencia, teve a primazia sobre todas as outras da provincia, e ensaiou os trabalhos da colonisação. Por todos os declives do morro até começar a planicie descem renques intrincados de magestoso arvoredo, misturado de massas enormes de granito, que o tempo tem derrocado das suas summidades; e o seu cume é formado por um só rochedo escalvado com 120 braças de circunferencia, revestido delgadamente de uma crusta denegrida, e que resume todos os pontos convergentes da montanha. Sobre esta molla immensa, nua e toda ella a pique, foi que se erigiu a igreja e convento da Penha, que mais adiante se verà.

Embaido Palacios pela severa phisionomia da montanha, que lhe suggeria um pensamento mystico que com??? C'odifundia-se pelo gentilismo, que via bem perto de si e em cujo cenario ia encontrar-se; e enthusiasta das tradições que deixarão os solitarios de Thebalda, enxergando nos seus aprasiveis contornos logares de recolhimento para meditar sobre a grande obra à que ia dedicar-se, fixou alli suas vistas, e firmou seus planos sobre a mesma base de tão alto collosso, como que desejando que sua obra tivesse a mesma consitencia e elevação que tinha a montanha, e como dizendo com o Divino Mestre -- super hanc petram oedificabo ecclesiam meam -- . Desprendendo-se então de outras idéas poz unicamente peito à execução de empresa de tão subito merito, entrando n'ella não com passos vacilantes, como chegavão ao novo hemisferio os que só tinhão por alvo alimentar ambições mundanas acobertados com a Religião Catholica, mas com a força de animo que só póde inspirar uma consicencia que firmou-se nos principios do Cristhianismo; e para que mehor meditasse sobre os meios de iniciar uma carreira, em que certo depararia com infinidade de estorvos e resistencias, isolou-se dos homens, afastou-se do bulicio e distracção da vida social, e primeiro anachoreta do brazil, embrenhou-se na espessura do morro, que tão agreste e severo se afiguraria a quem fôra menos tocado dos presentimentos do céo. Ahi, e em sítio, que ao depois se conhecerà, levantou por suas próprias mãos uma pequena chopana coberta de folhas de palmeira, e cercada de pedras: n'ella e no vão de um rochedo, do lado do morro que olha para a bahia, e a que adaptou um revestimento para tornal-o menos exposto à intemperie das estações, viveu alternadamente o tempo que lhe foi mister para predispor-se aos trabalhos a que ia dedicar-se, e erigir um pequeno santuario em fórma de pavilhão, e do qual se passa a tratar.

No ponto em que o mais baixo declive do morro da Penha, que fica para o lado do septentrião, confunde-se com as aguas do mar no litoral de villa Velha, é o lugar pejado de grossa penedia, que o mar e a mão estragadora do tempo tem aluido a sua base e posto a descoberto. Na maior e mais acessivel das pedras que jazem n'este sitio ainda vê-se em bom porte e consistencia, e feito de tosca alvenaria, um pequeno pavailhão quadrangular de abobada, de 15 palmos de altura, e cujo recinto póde apenas conter 4 pessoas. Neste acanhado ambito foi, segundo a mais antiga tradição local, collocada a imagem da Virgem tendo em seus braços a seu divino Filho, debuxada em um painel de pequenas dimensões, que o religioso trouxera de portugal, e a tinha em grande devoção: e para que pudesse velar mais de perto aquelle precioso deposito, e mais vezes testemunhar-lhe suas piedosas adorações, habitava a maior parte do tempo o vão de rochedo, de que jà fiz menção, abrindo-lhe uma fresta no revestimento que fez pela qual pudesse a todos os instantes visar o pavilhão.

Mas, a obra que emprehendeu pelas revelações do céo, que lhe havião obrigado não só a transferir-se ao novo mundo em auxilio dos cathechista, que puzerão peito à conversão dos filhos da terra de Santa Cruz, como a firmar sua missão na montanha, que jà se acha bosquejada, parecia-lhe que ainda não estava bem desempenhada, e nem podia satisfazer sua fervorosa piedade: por isso, simultaneamente com os trabalhos do estabelecimento material da sua missão, promovião cathechista os que convinhão à parte moral d'ella. Erão reiteradas as suas excursões no paiz ainda occupado pelos indigenas, que de unanime acordo se havião mostrado refractarios aos primeiros brados do christianismo, que se fazião imprudentemente soar envolta com estridor das armas, e por vehiculos que não podião ter a uncção que deve ressumbrar da palavra da fé: e elle as fazia da intima confiança de que um poder sobrenatural o auxiliava em tão importante empreza, e o cobria de um broquel que despontaria todas as flechas que lhe fossem lançadas por gente tão descrida. Os seus primeiros passos foram todavia incertos, e como de reconhecimento a prescrutar os animos dos indigenas, que não haviam de todo desaparecido do litoral, e a medir o grào de possibilidade a que podia chegar a missão que premeditava; e sobre a certeza que teve por provas não equivocas de que por sua preponderancia mystica fundada sobre a repressão das paixões que ostentavão os conqusitadores do paiz, não lhe era difficil estabelecer um espontaneo proselytismo na iniciação da religião do Crucificado; a isso se abalançou levando nas mãos por unicas armas a cruz e o bordão de peregrino, e percorrendo sem companhia grandes distancias, matas espessas e os esconderijos onde se havião asylado as tribus que abandonarão as localidades occupadas pelas forças intrusas. Prestante lhe foi esta audacia, pois que, bastou ella para desarmar a cólera dos indigenas, suscitada pela recente expulsão do seu primitivo territorio e modificar sua condicção feroz, ouvindo elles com voluntaria attenção os accentos de paz e conciliação, em que o missisonario se esforçava para que fosse entendida e aceita a sua doutrina.

Portal do Convento da PenhaA palavra da fé foi ouvida, e calou em peitos, em que antes existira feroz reluctancia, se não for a ella incutida pela brandura e resignação de Palacios; se não seguisse o missionario um caminho diametralmente opposto ao que havião trilhado seus predecessores; e em breve viu elle em redor de si uma multidão de neóphytos, submissos ao seu mandato e accordes em servil-o. Com estas achegas jà não lhe era mui difficil plantar os primeiros cimentos do estabelecimento religioso, que de ha muito elaborava em sua mente, e cuja necessidade sobressaia a par do progresso, que ia ostentando a missão evangelica, em prol da qual barateava esforços e prestança. Jà lhe erão conhecidas todas as posições e recantos da montanha, de que se havia assenhoreado em nome do Cèo e conseguira por fim penetrar sua espessa floresta, vencer sua sumidade e subir a custo o assombroso rochedo em que se arremata o morro, e que

Erger si vede il fronte minacciante

onde então vegetavão unicamente duas magestosas palmeiras, cujas hastes se crusavão a modo de plumagens em morrião de paladino.

Para uma tal missão nenhum outro sitio havia mais asado e mais conforme com a elevação, à qual tem direito a origem do christianismo; mas, reservando para tempos mais adequados a obra que alli se fazia de mister para dar melhor significação do poder divino, que se havia feito insinuar na debil inteligencia dos indigenas, Palacios deu-se por então a construir a ermida em escala infeiror à que premeditava na sumidade do rochedo.

O assento da montanha, que serve n'ella de engaste a esse espaçoso rochedo, e onde fenece a vegetação para começarem os flancos apique d'aquella inteiriça formação granitica, tem, pelo lado do norte, um sitio que, entrando na forma geral do arredondamento do morro, afasta-se todavia da que a natureza deu ao seu declive. È um ponto excepcional do systema que rege a esses corpos, em cuja construcção entrão precisamente os precietos da theoria das exactidões. Ahi, que a rapida inclinação do terreno é interrompida por uma planura estreita, circunscripta ao lado septentrional da montanha, e que serve de repouso ao viandante em subida, levantou Palacios a sua humilde choupana, que ao depois converteu-se em ermida, onde por longo tempo viveu desapercebido e desligado do trato de seus conterraneos.

Nesta pequena guarida, e no vão o rochedo da raiz da montanha, que ficava em face do pavilhão, corrião alternadamente os lidados dias do missionario; multiplicando seus esforços e desvelos para levar seu estabelecimento religioso a um ponto que, em harmonia com a sua palavra, pudesse mais facilmente tocar os animos dos indigenas, e predispol-os à conversão aos dogmas da fé. N'este intuito construiu elle, no cimo do rochedo, que corôa a montanha, uma pequena ermida, traçando-a em redor das duas palmeiras, que alli havia por unica vegetação, a cujos troncos apoiou a ara em que collocou uma nova imagem da Virgem, formulada em vulto, e em tudo semelhante à que era debuxada no painel, que fôra depositado no pavilhão, de que precedentemente se fallou.

Longo tempo foi preciso para chegar ao cabo d'esta obra, com quanto fôsse de pequenas dimensões, e jà então contasse o missionario com o pessoal do seu proselytismo; e maiores serião as difficuldades, se, por um caso que em tempos que dominava o maravilhoso attribui-se a milagre, não rebentasse do rochedo um manancial d'agua, e só foi perenne em todo o tempo que durou a obra. Em hombros erão carregados até a raiz do rochedo os materiaes que no sitio faltavão para a obra; e para eleval-os à tão custosa altura, em quanto se não talhou na pedra a escadaria que lhe abriu subida, erão levados à sirga por meio de cordas, que lhe colhião de cima à força de braços. Foi este tosco alvergue o que deu origem ao esplendido santuario, que hoje alli se admira, e que tem por accessorio um bem disposto convento dos Regulares de Santo Antonio, e cujos detalhes irão mencionados em lugar competente.

Entrando desapercebidamente na narração de alguns dos periodos mais notaveis da vida cathechista de Palacios, não pareça estranho, que prossiga n'isso até o ponto em que ella terminou n'este mundo; e tanto mais porque não ha ahi absoluto desvio do principal assumpto d'este opusculo.

Perseverante o missionario em seus principios, se bem que jà no declinar de sua vida, que descahia de envolta com attribulações e miserias, gastava a mór parte dos seus dias a retirar das matas os selvagens, jà amolgados de sua ferocidade por effeito da palavra evangelica, e a quem as virtudes do justo desassombravão do terror, que alli produzirão as aggressões dos dominadores europeos. Uma vida assim passada em tamanho afan, com tantas privações, e num continuo sofrimento moral, por serem de pouco fructo os esforços, que fazia para tornar menos cruel e degradante a condicção dos indigenas sob jugo dos colonos portuguezes, e postos no estado de brutal escravidão; não podia esta vida que por vinte annos ia tão linda, sêr de longa duração, e chegar ao cabo da empreza, porque tanto almejava, e da qual dizia que não abreria mão senão depois de morto.

Assim ia-lhe esvaecendo a fonte da existencia transitoria, em quanto jà vislumbrava os assomos da eternidade; e isso sem quebra d'ánimo sem nunca esmorecer ou trepidar no empenho de propagar a fé entre os indigenas, que commovidos por um ascendente, que crião emanar da divindade, depunhão sua condicção feroz, e sujeitavão-se de bom grado a trabalhos, que ao cathechista erão de mister para o estabelecimento material da sua importante missão. Esse animo, que era todo identificado com o céo, e que nunca recuou ante as mil difficudades, que lhe deparàra sua vida de missionario, meditava com placidez n'esse passamento extremo, que tão horroroso é ao descrido, e dispunha-se, fortalecido com a fé, e com provações heroicas das vicissitudes da vida, a atravessar os umbraes da morte, que o tempo lhe ia escancarando. Encarava Palacios ousado e sobranceiro os aproches da morte, que lhe não apparecia temivel, mas como a nuncia vontade celeste, e segura guia que conduz o justo na transição do mundo à eternidade.

Para outro menos embevecido nos pensamentos do céo, e que menos certo tivesse o futuro além-tumulo, a declinação da idade, que levava Palacios ao declive da morte, e a prostração de forças physicas, que emfim tão n'elle cedendo à porfiada lida, a que se dera tão aturadamente, podião por ventura cohonestar a deixação de taes trabalhos, e assiduidade empregada no progresso do christianismo; e pois que jà erão amplamente realisados os seus fructos, e assaz vingàra a solicitude de tirar o paiz do estado de barbaridade com que sahira das mãos da naturesa: mas ao fervoroso missionario nada bastava para o fazer afrouxar no ensejo de percorrer, até onde o seu extremo alento vital o consentisse, o piedoso estadio, que a muitos fez colher a palma do martyrio.

Jà com tardos passos, com a cabeça inclinada para o chão, e arrimado ao seu bordão de preregrino, vagava pelos diversos logares habitados pelos cathechisados; firmava-os no catholicismo, e dirigia-lhes palavras consoladoras no meio dos queixumes e afflicções, que lhes produzia o estado de dura escravidão, a que forão levados em paga de resignarem aos conquistadores seu alvedrio, e de lhes haverem abandonado seu territorio.

Deixàra Palacios por unico legado ao venerando Anchieta, apostolo do Brazil, que em 1587 fóra residir no senhorio de Coutinho, o zelo fervoroso pela propagação da fé entre as tribus indigenas, que o habitavão; ao seus confrades, o padrão material do poder de uma vontade firme abroquelada pelo Céo; e emfim, aos dominadores do paiz, a testemunho mora de que todas as condicções e resistencias reluctão, declinão, e porfim cedem aos imperiosos impulsos da consciencia, quando esta se manifesta de um modo genuino, e a convencer, despida dos calculos da ambição e da voz altiva do predominio.

Os successores de Palacios, fixos no unico pensamento de dar maior amplitude ao estabelecimento religioso, que em sitio algum podia ser melhor collocado, e cujas bases promettião-lhe resistencia eterna à acção destruidora do tempo, forão-lhe dando fortalesa precisa para tomar essa consistencia, e annexando-lhe outras obras para mais incutir-lhe o maravilhoso.

E pois que convinha proseguir em tal empenho, o primeiro cuidado que tomou à peito o subsequente habitador do morro da Penha, frei Nicolau Affonso, foi o converter em ermida a choupana do missionario, construida no lugar onde termina a montanha e começa o rochedo que a corôa; consagrando-a a S. Francisco, e collocando-lhe uma sua imagem, que para alli fora transferida da casa rreligiosa, que na villa da Victoria se edificàra para recolhimento de alguns dos seus co-religionarios, trasladados para o feudo de Coutinho, por pedido d'este.

Este novo oràgo, que fora alli inaugurado com a intenção capciosa de prevalecer sobre a instituição primitiva, que merecèra a Palacios toda as cogitações e fadigas da sua vida brasileira, serviu antes de motivo de competencia para o augmento e boa mantença da ermida das Palmeiras. Não erão poucos os factos miraculosos que o povo attribuia à Virgem da Penha, cuja adoração procedèra alli à do Seraphico; e nem tinha o caracter de credulidade transitoria a consciencia, em que o mesmo povo se firmàra a respeito do superiorato sobrenatural, que exercèra Palacios por toda a sua vida de missionario, para que a nova instituição religiosa, embora auspiciada por destros religionarios, pudesse afrouxar a devoção, e arrefecer o asceticismo, que se tributava à Virgem collocada na summidade da montanha, como uma aureola de gloria que emanàra do Verbo para complemento da idèa maravilhosa, que inspira aquelle colosso de granito.

Conhecida a incompatibilidade de emulação entre um e outro estabelecimento religioso no morro da Penha, convierão os Franciscanos -- que jà havião erigido um convento de sua ordem na villa da Victoria -- que se daria alli primazia à instituição estreada por Palacios; construindo-se um santuario, que correspondesse à alta prerogativa da Padroeira jà inaugurada; e ao mesmo tempo uma casa conventual accessoria segundo o rito Franciscano, sujeita todavia ao convento da Victoria, incumbida exclusivamente de entreter o culto da Padroeira, velar na guarda d'aquelle sagrado deposito, e curar dos meios materiaes d'aquelle pio estabelecimento, mediante a proteção de D. Luiza Grinalda, viuva de um descendente de Coutinho que então governava o paiz por morte de seu marido; e coadjuvação das camaras respectivas, que cederão ao estabelecimento a propriedade de todo o morro e consentirão na fruição perpetua de parte do terreno, que lhe é adjacente.

Postas as cousas n'este estado, os religiosos Frei Antonio dos Martyres e Frei Antonio das Chagas, depois de edificarem o convento da Victoria, em 1591, passarão-se para o morro da Penha com o devoto empenho de ampliar as construcções de Palacios; e tiverão , como este, por primeiro alojamento n'aquelle lugar, o vão do rochedo da raiz do morro, de que jà por veses temos fallado.

Fazendo-se o trajecto do beira-mar à primeira capellinha, que fica mencionada, começa-se por passar um portico com frente a noroesste, de tosca estrutura, frontespicio sobre arco com ornatos, e em cujo cimo vê-se um nixo desamparado, que, por ser corôado do emblema do fundador dos Franciscanos, revela que sua imagem o occupava n'outro tempo. D'ahi principia a ladeira formada de 4 ramaes na serie seguinte: -- O primeiro, lançado na direcção de norte a sul, tem 52 braças de comprimento; o segundo inclina para nordeste, comprehende a extenção de 102 braças; percorre-se no terceiro apenas 24, visando-se o ponto cardial de E.; e o quarto, que é identico em rumo ao segundo, tem o comprimento de 72 braças até à raiz do adro da capellinha.

A estes ramaes bordão de ambos os lados paredes de apoio de 5 palmos de altura, adunadas a renques de frondoso arvoredo, que as sustenta, enche a atmosphera de cheirosas exhalações, e suavisa com sombra hospitaleira ao fatigado caminhante, que sóbe em romaria a ladeira da Penha. No angulo de cada ramal ha uma interrupçãp na parede, d'onde partem veredas para facilitarem excursões em redor do morro. Estes vãos foram deixados para ahi se construirem estações, ou pontos de descanso nos exercicios da via-sacra, que terminaria na capella do Bom Jesus; mas, è provavel que existão sempre inedificados, porque o esfriamento vae calando em peitos religiosos, e a vida austera e presente dos Franciscanos dos tempos primitivos da Penha tem assaz degenerado; e se os dinheiros contribuidos para os festins annuos do orago tivessem outra applicação, que não a de proverem quasi exclusivamente lautos e opiparos jantares, e folguedos estrepitosos, no proprio recinto onde só convinha que soassem os sublimes canticos da psalmodia, acomppanhados dos tocantes e misticos sons do orgão, certo que a saccola do convento voltaria a elle nos hombros do irmão pedinte, e sem que lhe aggravasse muito o seu peso. Alguem houve que achando-se em grandes afflições, que importavão risco de vida nos sertões da serra geral, que serve de confins à provincia e à de Minas, conjurara o perigo com o voto de fazer edificar a expensas suas as estações d'aquella ladeira; mas salvo do perigo por um modo bem extraordinario, segundo sua convicção, considerou-se exonerado do voto por sua assiduidade no comparecimento annual aos festejos da Penha!

A largura da ladeira entre as paredes lateraes é de 40 palmos, toda ella é calçada de grandes pedras, que formão uma superficie correndo por igual em declive de 6 graus no primeiro e segundo ramal, de 7 no terceiro, e de 8 no quarto; e por isso, a não se reproduzirem estes ramaes, jamais será alli admissivel o trajeto(?) de rotação.

Da capellinha para cima percorre-se ainda um ramal da ladeira, lançada na direcção de sudeste, e com o mesmo gràu de inclinação que tem o immediatamente infeiror. No fim d'esta distancia, e ao lado esquerdo depara-se com um portão que communica com a estrada a pequena planicie, que circula uma parte do rochedo, em que se termina a montanha, e que lhe serve como de supedaneo, e sobre a qual estão assentadas as casas dos romeiros e a capellinha. Sobre este recinto, que tem 20 braças de largura d'esse lado, e que vem fenecer na estrada, vê-se como debruçado o flanco, que para oriente projecta o rochedo, e em que eleva-se a parte do templo que fica do lado do Evangelyo. Este recinto forma um tabuleiro de relva, entre a linha de casas e a raiz do rochedo, que dà tenue alimento a alguma vegetação que é alli exotica: mas, fòra d'ahi, distende-se para o noroeste com uma arca escalvada e limpa de toda vegetação, no fim da qual, e sobranceira à fortaleza da barra, vê-se uma elevada cruz de madeira.... Que reminiscencias não suscita n'este lugar uma cruz hasteada em eminencia, que sobrepuja ao recinto onde se vê o aparelho da destruição e da morte! È o triumpho da religião do Crucificado, que nos tempos primitivos do senhorio Coutinho, e proclamada com tamanho zelo e resignação por Pedro Palacios e José de Anchieta, teve mais efficacia entre os indigenas d'alli, do que o apparato do poder brutal, e o emprego do ferro, do fogo, e da raivosa ferocidade de cães de fila! É o emblema(?) da força divina, que prevaleceu sobre a força humana.

Alguns passos alèm d'esse portão, jà se piza na raiz d'essa massa enorme de granito, que corôa a montanha; e para que se tornasse melhor e mais suave esta passagem, lavrou-se n'essa pedra uma escadaria, que assegura o passo ao caminhante, e o habitúa jà a este andamento, que outro não ha d'ahi para cima. Com este pavimento lavrado em degraus, e depois de se andarem 9 braças, começa tambem a apparecer um lanço talhado a pique no rochedo, que vae tomando elevação graduada até nivelar-se, no ponto mais superior da ladeira, ao plano culminante de granito, sobre o qual se achão como cravados os edificios da Penha. Este ponto da estrada revela que foi elle aberto à força de homem para facilitar subida para a cumiada do morro.

No fim das 18 braças, que ha da capellinha ao portão do recinto, a ladeira inclina para o sul; e à meia distancia converte-se em uma especie de garganta, roçando do lado esquerdo as abas do rochedo em forma de muralha, e do direito a casa da hospedaria e do jantar festivo. Este, o ultimo e o mais alto ramal da estrada tem 45 braças de comprimento, e vae topar no principio da serie de escadas por onde se vae à igreja e ao convento.

Vencida assim a ladeira em zigue-zague, sobem-se os primeiros 8 degraus d'essa escadaria arrimados a um patamar de braça e meia de largura, que tem do lado direito um portão, pelo qual se entra para a casa que fica mencionada.

O coro occupa pouco menos de um terço do corpo da igreja; guarnecendo-lhe alta balaustrada, em que os pesados massiços e grosseiro torneamento revelão o lavo: antigo, e em cujo centro deleva-se sobre alto pedestal o orgão da igreja, que difunde os seus sons na região das nuvens. Defrente do orgao vê-se a disforme poltrona de longo espaldar, onde sentava-se o regente do coro, e ainda a ella enconstada a vara reguladora dos officios, que ali tinhão lugar, e aos seus lados as volumosas bancadas dos coristas, tendo em frente e traçadas no pavimento as linhas, que indicavão o movimento, que a cada officiante competia quando ia psalmear à estante. Esta peça de um enorme bojo de pesada estructura mosaica, posta fixa entre o orgão e a poltrona, sustentava ainda alguns volumes descommunaes, onde estava figurado o cantochão com notas, que se podião bem discriminar na distancia de 20 passos. O estado pouco lusido dos assentos do coro, e a nitidez das folhas dos livros, que a aparatosa estante carregava, denunciavão que, na actualidade do convento, as vigilias e fadigas religiosas erão as mais das vezes applicadas ao temporal, que ao espiritual, e que a meio seculo jazião em perpetuo somno esses collossaes monumentos do garganteio monacal dos nossos maiores.

O convento, sem equiparar na altura à igreja, é adherente em todo seu prolongamento ao lado oriental desta, e dividido em dous pavimentos alem d'aquelle que assenta sobre o plano da sumidade do rochedo, e que serviu de nivelamento às anfractuosidade deste.

Para o pavimento superior, e que està ao nivel da igreja, sóbe-se por um lanço de escada de 25 degràos pratico no lado lado esquerdo do recinto, em que està a portaria, e onde termina a escadaria externa, que acima mencionou-se. Vencida esta sobida entra-se n'um corredor espaçoso, que tem o mesmo comprimento da igreja, e do qual por uma janella de sua extremidade opposta à da entrada, goza-se a vista do mar, comprehendendo a costa da bahia do Espirito Santo, o Moreno e suas procedencias. Do lado da entrada partem duas escadas, a anterior que vai dar ao campanario e relogio do sino, e a posterior , com 5 degràus, que transpõe ao coro da igreja. Neste mesmo lado ha duas portas que dão communicação, uma para a sachristia, e outra para um terraço estreito e cimi-circular, orlado de forte poyal, e que rodeia a maior parte do lado septentrional da igreja. Desta posição elevada avista-se não só o mar, que ficou interceptado pela outra parte da igreja, que olha para o levante, como todo o paiz, que a vista póde ahi dominar.

Prosseguindo-se por este corredor encontra-se do lado opposto ao que se acaba de descrever, uma porta, que tem communicação com o interior das cellas desse pavimento; uma aberta por onde se desce a escada de 25 degràus, que vai ter ao pavimento inferior, e a entrada para uma saleta com janellas para o oriente e o sul, fechando ella o cunhal do edificio, que apanha esses dous lados. Permeião esta saleta o cubiculo do sineiro na extremidade meridional do corredor, tres cellas com janellas que olhão para o paiz opposto ao que se vê do terraço; as quaes são occupadas pelo guardião, e por pessoas de distincção, que vão alli hospedar-se, ou para as authoridades jubiladas do convento.

Não deixarei este pavimento sem traçar um succinto bosquejo dos diversos quadros, que se apresentão à vista do espectador, collocado consecutivamente no terraço, que domina o lado do norte; na janella do corredor, que deita para o nascente; e na da saleta, que apanha uma immensa porção da costa e territorio austral da provincia.

O primeiro objecto que se offerece à vista do que, posto no terraço, se dirige o seu olhar para o norte, é o mar, que para a direita perde-se em sua immensidade, e que quanto mais se alonga da costa diminúe de ondulação, até que sem transição confunde-se com o horisonte servindo-lhe de continuidade uma zona de vapor esbranquiçado, que se eleva por igual até onde o peso da atmosphera lhe consente.

Mais para a esquerda, e ao correr da costa do norte, desde a ponta do Tubarão, que marca o extremo boreal da bahia do Espirito Santo, esse mesmo mar perde-se conjunctamente com o litoral, que se diria nivelado em toda a sua extenção com elle, se não for a um grupo de montes mal divisados, que se projectão sobre o mar, e sobresahem ao longe à essa vasta superficie.

Declinando um pouco a vista enxerga-se ainda o mar enchendo essa bella curvatura, que faz a costa desde o Moreno até a dita ponta do Tubarão, e chamada bahia do Espirito Santo; correndo ovante pela abra que cerca a ilha da capital, retrocedendo quasi incognito e com o auxilio de um esteiro, que mal se divulga d'aquella posição. Vê-se bem distinctamente o mar irritar-se, escumando de raiva contra essa ponta, seus escolhos e recife, que sahindo notavelmente do lançamento geral da costa, intercepta por grande espaço o curso das suas correntes no seu fluxo e refluxo, e tira-o d'esse mole desdobrar com que o faz nas praias, que bordão uma grande parte da bahia. Com este mesmo arrojo accommette o mar a base do Moreno, e suas procedencias exteriores; sendo as mais assignaladas o Cavallo, que negreja e parece que relincha entre as ondas, e guarda uma attitude ameaçadora; à Baléa, que com sua temivel cauda espande as aguas, que a procurão envolver, e as ilhas que surgem no meio desse pequeno golfo. Là mais longe, às vezes, borbulha o mar surdamente, sem que se descubra o motivo desse phenomeno... Ah! Fugi, navegantes! É a PEDRA PERIGOSA, que por erradia da costa, aleivosamente surprehende o navio, e faz naufragal-o!

No interior das terras vê-se no ultimo horisonte, e acima de differentes linhas de montanhas, que correm diversamente, e figurão todas as formas, que a imaginação póde inventar, o famoso grupo que compõe o morro do Mestre-Alvaro, tão pejado de reminiscencias historicas, como de tradicções fabulosas. Distingue-se que uma sua ramificação, que ao afastar-se d'alli abaixa-se um pouco, e que é a mesma cordilheira, que mal apparece no litoral do norte, como jà acima se disse, vae abicar ao mar, e interrompe essa monotonia, que por longa extensão domina aquella costa.

Entre essa corda de morros e suas procedencias, que guarnece a margem meridional da bahia do Espirito Santo, e de que se fez menção no primeiro quadro, e esses dous montes, aos quaes prende-se uma zona de verdura, que vae penetrar as serras do sudoeste, e assignala o curso do Jem, ha uma extensa planicie, ou um vago horisontal, manchada de pequenas lagoas estagnadas, que a fazem insalubre, e coberta de arvoredo baixo, e curtos campestres, onde a vista não póde fixar-se senão em monticulos isolados, despidos de vegetação e que revelão a pobreza das terras. O rio da Costa, tirando d'ahi sua origem, corre em torcicolos por essa planicie, rega os contornos orientaes de Villa-Velha, e entra pela garganta formada pelo morro da Penha e Moreno, e sobre a qual o primeiro se debruça.

Proseguindo em descrever detalhadamente o interior do convento, cumpre descer ao pavimento, que fica sotoposto ao de que jà se fez menção, e que, como este, comprehende identicas dimenções, se bem que de diverso repartimento. Duas entradas ha n'elle, e que jà não podem ser ignoradas, por se haver designado na precedente descripção. Uma é pela portaria do convento, com cuja soleira està o pavimento nivelado; e outra, pela escada, que do de cima ahi vae dar.

Por todo o seu comprimento extende-se um corredor estreito, que do lado do occidente, e parte do austral, começa de uma porta do adro da portaria, e termina na extremidade opposta, na sala de recreio, que tem janellas para o nascente sul. Por este corredor entra-se para oito dormitorios, contidos no espaço, que vae da sala de recreio ao adro, e que como as celas do pavimento de cima, que lhe correspondem, tem janellas para o lado meridional. Nestes dormitorios alojava-se o pessoal do convento nos tempos da sua prosperidade, e hoje apenas guardão lixo, cevandijas e algumas centenas de sermonarios em pura dissolução.

Tendo passado em resenhas os pavimentos superiores do convento, não me posso escusar de fazer o conhecer inferior, onde se continhão peças de reconhecida conveniencia para uma communidade, como erão o refeitorio, cosinha, adéga, etc.

Do centro do corredor do pavimento immediatamente superior desce uma escada de 12 degràos, que introduz ao de que me vou ora occupar. Este pavimento não abrange em seu comprimento as mesmas dimenções que tem os de cima, sendo porém identico em largura. O aproveitamento, que na edificação do convento se quiz fazer de todas as localidades do rochedo, sobre que elle foi construido, levou a tirar partido tambem de um vão lateral, que apresenta elle n'esta parte que estou descrevendo; e para isso preciso foi que se levantasse um paredão desde o plano, que mais seguro apresentava o rochedo, o qual, fechando os lados mais salientes do vão, serviu ao mesmo tempo de base à parede que acompanha os dous pavimentos superiores, e fecha o convento do lado meridional: e para formar o pavimento assestou-se ahi forte vigamento, que cravado no rochedo corre horisontalmente à parede, e no procurado nivelamento teve-se o plano para este pavimento. É elle dividido em duas partes; a primeira contém o refeitorio, sala espaçosa e aprazivelmente situada, com janellas para o levante; a casa do “DE PROFUNDIS”(?), e a cosinha, de onde desce uma escada que vae dar à estancia da lenha; e a segunda, que apresenta algumas irregularidades do rochedo, que sobresahem ao nivelamento d'este plano, foi destinada para casa do capitulo, e para adéga; porque a perenne humildade d'este lugar formava a temperatura que é mais adequada ao objecto que alli se depositava. Por um vão praticado n'este lugar, e que é fechado da parte de cima por um escotilhão de grades, desce-se, com o auxilio de uma escada portatil, para um recinto cavernoso, humido e escuro, e a qual se deu o temivel nome de clausura.

Parece que tenho feito com a possivel clareza a descipção, a que me propuz, da igreja e convento da Penha na provindica do Espirito Santo: se pequei contra as formas, julgo que não o faria contra a materia; porque, guiado pela lenda que copiei no convento, e que pouco dessemelhante é do Santuario Mariano, na parte que é relativa ao principal assumpto d'este opusculo, nada escrevi que não fosse o resultado do exame instituido entre a mesma lenda e os apontamentos tomados por mim nas proprias localidades!

Rio, 28 de janeiro de 1843.

Cópias digitalizadas dos numeros do "Diario da Victoria" onde foram publicados os trechos do opusculo.

Até a próxima!